0
0
0
s2sdefault

A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas, a Coordenação do Programa do Ano da Saúde Mental, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime e os demais parceiros, realizou no passado dia 26 de junho – Dia Mundial contra as Drogas, uma mega marcha alusiva ao tema deste ano “A evidência é clara: Investir na Prevenção”. Este lema foi elegido pelo ONUDC visando apelar a uma abordagem baseada em evidências científicas que dê prioridade à prevenção e ao tratamento e reconhece que as políticas eficazes em matéria de droga devem assentar na ciência, na investigação, no pleno respeito pelos direitos humanos.

A marcha teve o seu arranque na Pracinha Escola Grande - Plateau, com o seguinte percurso: Praça Alexandre Albuquerque, Rua de Mercado no Plateau, Descida Lavadouro, Ponte Vila Nova, Avenida Cidade Lisboa, rotunda do Minimercado Visão em Sucupira, Universidade Santiago (Fazenda).

Com esta marcha pretendeu-se sensibilizar e consciencializar a sociedade cabo-verdiana sobre esta temática e teve a participação das instituições governamentais e não governamentais, bem como a sociedade civil.

No fim da marcha a Secretária Executiva da CCAD, Dra. Raquel Lopes, passou uma menagem falando da importância do lema e de todos na Prevenção do uso de drogas. Houve testemunhos de vários jovens que estão em recuperação e alguns artistas atuaram.

 

0
0
0
s2sdefault
 
 
 
 
No passado dia 31 de maio, assinalou-se o Dia Mundial Sem Tabaco, este ano sob o lema “Proteger as Crianças da Interferência da Indústria do Tabaco” elegido pela Organização Mundial da Saúde.
 
 
O Ministério da Saúde, através da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), em parceria com o Instituto Nacional da Saúde Pública e a Organização Mundial da Saúde, realizou o Ato Central alusivo ao Dia Mundial Sem Tabaco, no Salão de Banquetes da Assembleia Nacional, com objetivo de sensibilizar a sociedade cabo-verdiana para a tomada de consciência de ações coletivas, perante a interferência da indústria do tabaco no aliciamento da camada infantojuvenil para o consumo dos produtos do tabaco.
 
A abertura do referido Ato central foi presidido pelo Dr. Hélio Rocha, Administrador do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Saúde Pública, em representação do Ministério da Saúde e ainda contou com a mensagem do Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Dr. Daniel Kertesz.
 
O Administrador Executivo do Instituto Nacional de Saúde Pública, Hélio Rocha, em representação do Ministério da Saúde, na sessão de abertura enfatizou a necessidade de um trabalho concertado e duradouro no combate contra o tabagismo em Cabo Verde. Disse que o tabagismo afeta cerca de 10% da população e constitui um desafio de saúde pública nacional. O Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Daniel Kertesz, por sua vez mencionou que o tema deste ano visa mobilizar esforço internacionais para amparar os jovens dos produtos nocivos do tabaco, da nicotina e das estratégias enganosas frequentemente utilizadas pela industria do tabaco e que através deste tema há um apelo aos governos para que adotem as politicas que protejam os jovens das práticas manipuladoras da industria de tabaco.
 
 
Neste ato, teve-se a atuação da Escola de Musica Pentagrama, houve testemunho, de um Ex Usuário do Tabaco, Sr. Carlos Correia. Foram apresentados os seguintes temas: • Relatório Mundial da Epidemia do Tabaco 2023: Programa MPOWER, pela Dr. Edith Pereira; Interferência da Industria do Tabaco no aliciamento das crianças para o fumo, pelo Dr. Celestino Lobo e o Impacto do Tabaco na Saúde Mental do Adolescente, pela Dra. Christie Whanon.
 
A apresentação do tema foi conduzida pela Dra. Maria de Jesus Lobo seguido de questões comentários e recomendações.
 
Ainda, para assinalar a referida data, foram realizadas outras atividades, entre as quais, sensibilização na comunicação social acerca do lema, Workshop com jornalistas sobre o lema "O Tabaco e Suas Consequências", Conversas abertas nas escolas e nas comunidades.

0
0
0
s2sdefault

 No passado dia 14 de fevereiro, terminou em Panamá a Terceira Sessão da Reunião das Partes do Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos do Tabaco, sob o lema “Mais Partes, Maior Rastreabilidade Menos Comércio Ilícito”, no qual Cabo Verde teve a sua participação através do Ministério da Saúde / Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas.

A atividade foi promovida pelo Secretariado da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco da OMS e estiveram presentes vários países (Estados Partes no Protocolo, Estados não Partes e Organismos da Sociedade Civil), a nível mundial.

O Protocolo para Eliminação do Comercio Ilícito dos Produtos do Tabaco é o primeiro protocolo da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco (CQCT) da OMS. Baseia-se e complementa o artigo 15.º da CQCT da OMS, que aborda os meios de combater o comércio ilícito de produtos do tabaco. O referido Protocolo entrou em vigor em 2018 e foi ratificado por Cabo Verde em 2019.

Nesta terceira reunião da MOP foram abordadas questões, desde os progressos realizados na implementação do Tratado até ao financiamento sustentável para a luta antitabaco. Foram tomadas decisões importantes sobre sistemas de rastreamento e rastreamento do tabaco, e, foram aprovados vários documentos de entre os quais a Declaração do Panamá e um “roteiro para conduzir pesquisas baseadas em evidências sobre o comércio ilícito.

Para mais informações consultar o site www.fctc.who.int

0
0
0
s2sdefault

 

No passado dia 23 de junho, realizou-se uma ação de sensibilização acerca do lema “Colocar as pessoas em primeiro lugar para fortalecer a prevenção, eliminando o estigma e a discriminação”, eleito este ano pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (ONUDC) para assinalar o Dia Mundial contra as Drogas, junto do Grupo de Mulheres Guerreiras,” no Parque 5 de Julho.

Esta atividade é fruto de uma parceria estabelecida entre o Grupo “Mulheres Guerreiras”, a Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD) e o ONUDC.

Este evento teve como objetivo sensibilizar as mulheres guerreiras sobre a importância de tratar as pessoas que consomem drogas com respeito e empatia; prestar serviços voluntários baseados em evidências e de combater o estigma e a discriminação contra as pessoas que consomem drogas, promovendo uma linguagem e atitudes respeitosas e sem juízos de valor e contou com com testemunho do Dr. José Pereira.

 

0
0
0
s2sdefault

 

No âmbito do Dia Mundial sem Tabaco – 31 de maio, este ano sob o lema, “Proteger as crianças da interferência da indústria do tabaco”, elegido pela Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde, através da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), em parceria com o Instituto Nacional da Saúde Pública e a Organização Mundial da Saúde, iniciou no dia 07 de maio um ciclo de conversa aberta junto de alunos do 6.º Ano da Escola do Ensino Básico Obrigatório - 13 de janeiro,  sito em Palmarejo.

Pretende-se, sensibilizar as crianças sobre os malefícios do tabaco para a saúde e enfatizar a tomada de consciência das crianças perante a interferência da industria do tabaco no aliciamento da camada infantojuvenil para o consumo dos produtos do tabaco.  

Até este momento já foram realizadas 3 sessões, em três turmas, onde estiveram envolvidos cerca de 97 alunos do EBO da Escola supra mencionada.

0
0
0
s2sdefault

O Ministério da Saúde através da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas participou de 5 a 10 de fevereiro, em Panamá, na Décima Sessão da Conferência das Partes (COP10) da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco da Organização Mundial da Saúde (OMS), sob o lema “Unidos Impulsionando Vidas Saudáveis”.

Esta Convenção (CQCT), é o primeiro tratado internacional de saúde pública, desenvolvido sob os auspícios da Organização Mundial da Saúde e tem como principal objetivo proteger as gerações presentes e futuras das devastadoras consequências geradas pelo consumo e pela exposição à fumaça do Tabaco.

A Conferência das Partes (COP) é a instância deliberativa da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco, formada pelos países que ratificaram o tratado (Estados Partes), de entre eles, Cabo Verde. As partes reúnem-se a cada dois anos, para analisar a implementação do tratado, avaliar os resultados dos grupos de estudos e de trabalho, aprovar diretrizes de melhores práticas para orientar os países na adoção de medidas nacionais.

Nesta COP (10ª conferência) as Delegações dos Estados Partes, bem como os Estados Não Partes e as Organizações da Sociedade Civil presentes, analisaram a implementação do tratado, examinaram e aprovaram vários documentos tais como: Aplicação dos artigos 9.º e 10.º da CQCT da OMS (Regulamento do conteúdo e divulgação dos produtos do tabaco): relatórios da Mesa, do Grupo de Peritos e da OMS, Publicidade, Promoção e Patrocínio do Tabaco: representação do tabaco nos meios de entretenimento: relatório do Grupo de Trabalho, Produtos do tabaco novos e emergentes - Medidas de controlo do tabaco viradas para o futuro (em relação ao artigo 2.1 da CQCT da OMS), Fundo de Investimento da CQCT da OMS, entre outros.

Nesta COP elegeu-se a presidência para a COP 11 e vice-presidências para as regiões.

Para mais informações consulte o site da https://fctc.who.int/

 

0
0
0
s2sdefault

 

A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), o Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), realizaram hoje dia 31 de Maio, Dia Mundial Sem Tabaco um seminário assinalar a efeméride.

A efeméride este ano tem como lema “Vamos cultivar alimentos, não tabaco’, com a finalidade de mobilizar os governos para acabar com os subsídios ao cultivo do tabaco e direcionar os recursos economizados para programas de substituição de culturas que ajudem os agricultores a fazer transição e melhorar a segurança alimentar e nutricional.

O referido seminário foi realizado com o objetivo de levar esta temática para reflexão, no Salão de Banquetes do Palácio do Governo.
 
A sessão de abertura do evento foi presidida pelo Secretário de Estado Adjunto da Ministra da Saúde, Dr. Evandro Monteiro e contou com intervenções da Secretária Executiva da CCAD Dra. Zania Correia e Silva e em substituição do Representante da OMS, Dra. Edith Pereira.
 

Nesta atividade, foram apresentados  o tema "Os impactos do Cultivo do tabaco sobre o Meio Ambiente", a "Estratégia Multissetorial de Comunicação para a Prevenção e o Controlo do Tabagismo em Cabo Verde” e os resultados do “Estudo sobre o Impacto das Medidas Fiscais sobre os Produtos do Tabaco adotados por Cabo Verde”. Ainda, foram apresentados  os Instrumentos de Cessação Tabágica e Cuidados Primários de Saúde.

A atividade contou com a presença de vários parceiros, instituições públicas e religiosas, ONG´s entre outros.

 

0
0
0
s2sdefault
 
 
A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas - CCAD esteve no passado dia 24 de abril, na Escola Secundária de Achada Grande Frente numa conversa Conversa aberta com alunos da referida Escola, alusiva ao lema "Proteger as crianças da interferência da indústria do tabaco”, lema do Dia Mundial Sem Tabaco - 31 de maio, elegido pela Organização Mundial da Saúde.
 
Na conversa foram abordadas as técnicas utilizadas pela industria de tabaco para atrair consumidores, falou-se das consequências do tabaco e a nova lei do tabaco e estiveram presentes cerca de 53 alunos.

0
0
0
s2sdefault

A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD) em parceria com o Instituto da Criança e do Adolescente (ICCA), realizou no passado dia 15 de maio, Dia Internacional da Família, uma conversa aberta sobre o papel da família na prevenção do uso do álcool e outras drogas, com pais e encarregados de educação das crianças dos centros do ICCA, visando sensibilizar e prevenir o uso do álcool e outras drogas no seio da família, no Centro de Lém Cachorro.

A atividade contou com cerca de 50 pais e encarregados de educação.

0
0
0
s2sdefault
 
 
Decorreu nos dias 17 e 18 de abril, a Formação de Pares em Matéria de Prevenção ao Uso do Álcool e outras Drogas , dirigida aos alunos da Escola Secundária do Liceu de Achada Grande Frente, promovida pela Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas em parceria com a Direção da Escola Secundária de Achada Grande.
 
Objetivou-se com a formação capacitar um grupo de alunos no domínio da prevenção ao uso de drogas, baseada numa abordagem de educação de pares, visando aumentar o impacto das ações de prevenção nas escolas.
 
Na formação estiveram presentes cerca de 15 alunos.

0
0
0
s2sdefault

 

A Senhora Ministra da Saúde, Dra. Filomena Gonçalves efetuou ontem, 21 de dezembro uma visita à Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas - CCAD, no âmbito das celebrações natalinas e do Ano Novo.  Foi recebida pela Secretária Executiva da CCAD e a Equipa.

Durante a visita, destacou a importância de cada um dos colaboradores na construção do sistema de saúde, e aproveitou para ressaltar algumas áreas de trabalho que deverão ser reforçadas pela CCAD, tais como a prevenção do uso do álcool e outras drogas e tratamento das dependências.

 

 

0
0
0
s2sdefault

 

No âmbito da 3ª Edição da Semana Interna de Segurança e Saúde Ocupacional da ENAPOR, a Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas, orientou uma palestra de sensibilização sob o tema  "A Problemática do Uso do Álcool e Substâncias Psicotrópicas no Ambiente de Trabalho” no dia 27 de abril do corrente ano nas instalações da ENAPOR à convite da referida Empresa.

0
0
0
s2sdefault
 
Hoje, dia 01 de março de 2024, a Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas esteve esteve na Escola Secundária Pedro Gomes proporcionando aos alunos informações sobre o álcool e outras drogas, bem como, sobre como ajudar um dependente de drogas a procurar apoio para tratamento.
 
Este evento foi promovido pelo Gabinete de Apoio ao Estudante, à Família da Escola Secundária Pedro Gomes e ainda houve participação de várias instituições de ensino superior e profissional que ministram cursos. Realizou-se também atividades desportivas, recreativas, culturais e de empreendedorismo.
 
 

0
0
0
s2sdefault

Cabo Verde foi distinguida no relatório da Organização Mundial da Saúde - OMS, sobre a Epidemia Mundial do Tabaco – "Proteger as pessoas do fumo do tabaco", divulgado no dia 31 de julho, como um dos países exemplo no reforço de Políticas Antitabagismo.

Este relatório fez a avaliação das medidas públicas antitabágicas em 2022, em 195 países, onde Cabo Verde aparece na terceira posição entre os países de língua oficial portuguesa. Neste grupo de países (à exceção de Portugal), demonstra a mesma fonte, o Brasil está na primeira posição com um nível de tributação mais elevado (80,2%), seguindo-se a Guiné Equatorial (33,2%), Cabo Verde (30,2%), São Tomé e Príncipe (29,9%), Moçambique (23,9%), Angola (18%) e a Guiné-Bissau (5,7%).

Neste documento a OMS salienta que, "embora os progressos tenham sido constantes desde 2007” o seu ritmo desacelerou desde 2018 e que a partir de 2020, cinco países de rendimento baixo ou médio, que anteriormente não tinham medidas de boas práticas em vigor (Cabo Verde, Myanmar, Nicarágua, Sudão e Zâmbia) atingiram o nível mais elevado numa ou mais medidas.

A tributação ambiental e de saúde está na ordem do dia em Cabo Verde e ao nível mundial, neste relatório a OMS aconselha uma atualização constante da taxa do imposto, como afetar parte da receita para as atividades do combate ao tabagismo, nesta lógica o país tem vindo a seguir, na medida em que no Orçamento do Estado de 2023 o Governo afetou parte da verba ao desporto e à política da juventude.

Ainda no mesmo documento realça que Cabo Verde reforçou campo legislativo sobre publicidade ao tabaco na Nova legislação que foi aprovado pelo parlamento em 2022, estipulando que “todas as formas de influência direta ou indireta, escondido, oculto e sublinha publicidade e promoção de empresas de tabaco e suas marcas são proibidos”, ao lado de todos os tipos de patrocínio ou informação campanhas.

 

0
0
0
s2sdefault

A Convite da Empresa Cimpor, a Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas ministrou uma palestra sob o tema “Saúde para Todos”, com especial enfoque nas questões relacionadas com o uso abusivo do álcool e drogas, com os Colaboradores da referida empresa, no dia 19 de abril do corrente ano.

Esta atividade enquadra-se no âmbito das “Quartas SSMA - Saúde Segurança e Meio Ambiente” da empresa supramencionada, um programa onde é debatido diferentes temas semanalmente.

0
0
0
s2sdefault
 
A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas - CCAD orientou uma conversa aberta com os alunos do 12.º Ano da escola da referida fundação em Calabaceira, no âmbito do Projeto Prevenção e enquadrado no tema “Alcoolismo” a convite da Fundação Infância Feliz - FIF.
 
Com esta atividade pretendeu-se socializar a Lei, sensibilizar os alunos acerca dos malefícios do consumo do álcool e incentivá-los a colaborar para implementação e fiscalização da nova Lei, de forma a contribuir para uma sociedade saudável.
Estiveram presentes cerca de 28 alunos e alguns colaboradores da fundação supramencionada.

0
0
0
s2sdefault

No dia 27 de julho, a Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas orientou uma conversa aberta sobre os malefícios do uso do álcool e outras drogas, com cerca de 40 crianças e adolescentes, na faixa etária dos 4 a 13 anos de idade, no Centro de Educação, Formação Cultura e Ciência, sito em Palmarejo, a convite do referido Centro.

0
0
0
s2sdefault

 

No dia 16 de fevereiro do ano em curso, entrou em funcionamento na ilha de São Vicente a Comunidade Terapêutica da Ribeira de Vinha – CTRV, uma unidade residencial especializada no tratamento e reinserção social de indivíduos dependentes do álcool e outras drogas, tutelada pela Comissão de Coordenação do Álcool e outras drogas – CCAD.

Com esta unidade, dedicada exclusivamente a região de barlavento, pretende-se reforçar a capacidade de acolhimento, possibilitando resposta direcionada ao tratamento, reinserção social e económica dos dependentes do álcool e outras drogas.

Para ser internado na CTRV, o interessado deve dirigir-se às Delegacias e Centros de Saúde, Hospitais Centrais e Regionais e outras estruturas vocacionadas, para avaliação e encaminhamento de casos para CTRV.

O tratamento obedece o modelo Minnesota, tendo por base os 12 passos de Alcoólicos Anónimos - AA e Narcóticos Anónimos – NA.

Para mais informações ligue para 2317363.

0
0
0
s2sdefault
 
 
 
No passado dia 28 de fevereiro do ano em curso, aconteceu a entrega oficial de equipamentos informáticos, designadamente, 35 computadores, 35 monitores e 1 portátil à Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas - CCAD, pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental - CEDEAO.
 
Os equipamentos oferecidos pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental - CEDEAO à CCAD, destinam-se ao reforço da recolha de dados no âmbito da Rede Epidemiológica da África Ocidental sobre o uso de Drogas (WENDU), de que Cabo Verde é membro.
 
A Cerimónia de entrega dos equipamentos contou com a presença do Embaixador da CEDEAO, Dr. Samuel Lamptey, da Directora Nacional da Saúde, Dra. Angela Gomes, em representação da Ministra da Saúde e da Secretária Executiva da CCAD, Dra. Raquel Lopes.
 

A Diretora Nacional da Saúde, Dra. Angela Gomes na sua intervenção frisou que este ato simbólico representa um momento muito crucial para fortalecer as capacidades da CCAD e das estruturas de saúde envolvidas no atendimento às pessoas usuárias de drogas em todo o país.

Por sua vez, a Secretária Executiva da CCAD, Raquel Lopes, disse que os equipamentos serão distribuídos a todas as estruturas de tratamento de toxicodependência, que tem necessidade, nomeadamente a Comunidade Terapêutica de Granja em São Filipe, Comunidade Terapêutica da Ribeira de Vinha em São Vicente e outras estruturas de saúde.

O Embaixador da CEDEAO em Cabo Verde explanou que a Rede de Epidemiologia da África Ocidental sobre o Consumo de Drogas (WENDU) é um projeto da CEDEAO que visa melhorar a base de informações para os decisores políticos dos Estados-Membros da CEDEAO abordarem os problemas sociais, consequências económicas e problemática da saúde ligado ao consumo do álcool e outras drogas.

0
0
0
s2sdefault
 
 
 
A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), em parceria com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (ONUDC), realizou ontem, dia (26 de junho) o Ato central alusivo ao Dia Mundial, no Salão de Banquetes do Palácio do Governo, para assinalar o Dia Mundial Contra as Drogas, este ano sob o lema “Colocar as pessoas em primeiro lugar para fortalecer a prevenção, eliminando o estigma e a discriminação”, eleito pelo Escritório das Nações Unidas contra a Drogas e Crime (ONUDC).
 
O referido Ato foi presidido por S. Exa. a Sra. Ministra da Saúde, Dra. Filomena Gonçalves e contou com a intervenção da Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Dra. Patricia De Souza e da Secretária Executiva da CCAD, Dra. Zania Correia e Silva.
 
A atividade iniciou com a sessão cultural através de declamação de um adicto em recuperação Christian Lima, uma reflexão sobre a sua história de vida. De seguida, a Dra. Solange Ramos em representação do ONUDC apresentou as principais conclusões do Relatório Mundial sobre Drogas – ONUDC ano 2021.
 
De imediato, teve-se a apresentação de três temas e discussão, moderada pela Dra. Jaclin Freire, tais como: "Estigma, Discriminação, Efeitos e Consequências no Processo de Tratamento e Recuperação”, pelo Dr. Lourenço Tavares; " Respeito, compaixão e empatia no contexto do consumo de droga", pela Dra. Zaida Freitas; "A relevância da prevenção no problema mundial da droga", pelo Dr. Nardi Sousa.
 
Ainda, neste evento, teve-se relato na primeira pessoa para fortalecer a prevenção, eliminando o estigma e a discriminação proferido pelo Dr. Celestino Lobo.
 
A atividade foi concluída com a atuação do Sr. Jedilson, um adito em recuperação, cantando uma musica sobre droga.

0
0
0
s2sdefault

 

 

A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), em parceria com a Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC) realizou nos dias 12,13 e 14 de dezembro uma Formação hibrida sobre atendimento a pessoas com deficiência, dirigida aos Técnicos das estruturas de saúde a nível nacional.

Esta formação foi ministrada pelo Dr. Gilvan Vitor dos Santos, um formador com larga experiência a nível internacional nesta matéria.

 Objetivou-se com esta formação, reforçar as competências dos Técnicos das Estruturas de Saúde, no atendimento a pessoas com deficiência, de forma a proporcionarem um atendimento mais inclusivo e acessível.

 Neste evento a sessão de abertura da formação foi presidida pela S. E. a Ministra da Saúde, Dra. Filomena Gonçalves, e contou com a intervenção do Presidente da Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC), Dr. Marciano Monteiro.

Esta formação foi complementada com uma capacitação específica em linguagem gestual nos dias, 15, 16, 19 do mesmo mês e foi Ministrada pela Dra. Adelsa Costa.

0
0
0
s2sdefault
 
A Comunidade Terapêutica de Ribeira de Vinha - CTRV, completou um ano de funcionamento, neste mês (fevereiro de 2024. Para assinalar o seu primeiro aniversário, foram realizados um leque de atividades nomeadamente, atividades culturais, desportivas além de um ato central que teve lugar no dia 16 de fevereiro e cerimónia de saída de residentes.
 
Esta estrutura foi construída de raiz pelo Governo para servir de referência à região norte do país, na resposta aos problemas de toxicodependência, onde os pacientes dependentes de substâncias psicoativas são atendidos e tratados num processo de recuperação e reinserção social.
 
 
Segundo o diretor da CTRV, Dr. Celso Monteiro, o envolvimento da família do residente e da sociedade para ajudar no trabalho de desmistificação do que é uma comunidade terapêutica e o que é um dependente químico, constitui um dos principais desafios.
Atualmente em termos de recursos humanos, a Comunidade Terapêutica de Ribeira de Vinha conta com 19 profissionais entre os quais: 4 enfermeiros, 3 psicólogos, 4 guardas, 1 assistente social, 1 administradora, 1 condutor, 1 assistente de direção, 2 ajudantes de serviços gerais e 2 ajudantes de cozinha.
 

0
0
0
s2sdefault
 
 
 
Realizou-se no dia 24 de junho uma ação de sensibilização acerca do lema “Colocar as pessoas em primeiro lugar para fortalecer a prevenção, eliminando o estigma e a discriminação” eleito este ano pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (ONUDC), para assinalar o Dia Mundial Contra as Drogas, que se assinala no dia 26 de junho.
 
Esta atividade foi promovida no quadro de uma parceria estabelecida entre a Associação Comunitária Lém Paz, a  Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD)e o ONUDC e pretendeu-se sensibilizar a comunidade de Agua Funda sobre a importância de tratar as pessoas que consomem drogas com respeito e empatia; prestar serviços voluntários baseados em evidências e de combater o estigma e a discriminação contra as pessoas que consomem drogas, promovendo uma
linguagem e atitudes respeitosas e sem juízos de valor.
 
O evento foi dinamizado pela Psicóloga Dra. Elisangela Canuto e teve-se uma peça de teatro sobre drogas, tendo como atores jovens da referida comunidade.

0
0
0
s2sdefault
 
 
A Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), em parceria com o Comité de Coordenação do Combate à SIDA (CCS/SIDA), realizou nos dias 05 e 06 de dezembro, uma Ação de Capacitação de Profissionais de Saúde no Domínio de Redução de Risco e Minimização de Danos, no horário das 09h00 às 13h00, na Sala de Formação da CCAD, no quadro do reforço das respostas conjuntas dos serviços responsáveis pelas áreas das drogas e do VIH-SIDA.
 
A formação teve como objetivo reforçar as competências dos profissionais dos cuidados primários de saúde, no âmbito da redução de riscos e minimização de danos, de modo a proporcionarem diferentes intervenções junto de dependentes do álcool e outras drogas.
 
Foram apresentados os seguintes temas, na formação: Breve Caracterização da Situação do Uso de Drogas e VIH/SIDA em Cabo Verde e a Nova Legislação sobre VIH/SIDA pela Dra. Celina Ferreira, Secretária Executiva do CCSSIDA, o Consumo de Drogas em Cabo Verde: Lei da Droga e Dados do Tratamento, pela Dra. Fernanda Marques, Secretária Executiva da CCAD e Abordagem de Proximidade: Redução de Risco e Minimização de Danos, apresentada pela Dra. Eloisa Borges, Técnico da CCAD.
 
Esta iniciativa insere-se no âmbito da subvenção financiada pelo Fundo Global e conta com a participação de Profissionais de Saúde a nível nacional.

Pág. 1 de 5

É um serviço telefónico, anónimo, gratuito e confidencial, de âmbito nacional que permite levar informações de forma rápida e credível a todos os cantos do país, criada em junho de 2001 em parceria com a CVTelecom, com o objetivo de proporcionar informação, aconselhamento e encaminhamento de dependentes do álcool e outras drogas para diferentes estruturas de saúde.

Slider

Linha SOS

Alcool

800 25 27

A Linha Verde de Apoio à nova Lei do Álcool, é um serviço telefónico que tem como objetivo informar, orientar, aconselhar e receber denúncias sobre a problemática do álcool, na sociedade cabo-verdiana.

É um espaço de dialogo e de reflexão onde se esclarecem todas as dúvidas relacionadas com a problemática das drogas e da toxicodependência.

FALE
CONOSCO
Image is not available
Image is not available
Image is not available
Image is not available

262 31 29
333 72 43

TELEFONE
ENDEREÇO

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

EMAIL
FACEBOOK

Edifício Santo António
Achada Santo António, Praia
Cabo Verde - C.P. Nº 47

Arrow
Arrow
Slider

© 2017 Comissão de Coordenação do Alcoól e Outras Drogas.
Designed and Developed by iDE!A

Please publish modules in offcanvas position.